NOTÍCIA

OAB Niterói participa de audiência pública remota pela Alerj

A OAB Niterói, através da Comissão de Direitos Humanos e Cidadania (CDHC), presidida por Andrea Kraemer, foi convidada pelo presidente da Comissão Permanente de Combate às Discriminações e Preconceitos da Alerj, deputado Carlos Minc, para a audiência pública remota, realizada nesta quinta-feira, dia 24. Presentes também o Ministério Público, Defensoria Pública, associações e movimentos sociais, parlamentares estaduais e do município de São Gonçalo, e um representante da Polícia Militar.


“A audiência pública foi proposta devido aos crimes hediondos do Durval Teófilo e Hiago Macedo Bastos, dois homens negros que foram mortos por agentes públicos, por serem negros”, disse Andrea Kraemer, completando:


“A CDHC teve a palavra através de sua presidente, onde foi dito que, desde do dia do crime do Hiago, estivemos presentes para que não acontecesse qualquer violação de direito da família, tendo em vista o caso Durval, acontecido dias antes, também de forma violenta, que foi inicialmente classificado e tipificado pela autoridade policial de forma culposa, para que isso não acontecesse no caso do Hiago.”


A advogada frisou que a Comissão da OAB Niterói se fez presente na Delegacia de Homicídios, até o final do registro de ocorrência e a transferência do acusado do crime para o batalhão prisional, e ainda mantém o apoio à família de Hiago, e afirmou:

“Esse crime é a prova cabal do preconceito racial, da falta de cuidado com o cidadão e, principalmente, com a falta de preparo técnico para desempenhar a função, já que o assassino prestou um concurso, foi aprovado e, revestido desse poder dado pelo Estado, ceifou a vida de um rapaz que era trabalhador”.

#advogado #advocacia #oabrj #oabniteroi #esaniteroi #cfoab #caarj